Reviews

Review | Pai em Dose Dupla 2

pai em dose dupla 2
Pai em Dose Dupla 2 traz umas risadas, mas nenhuma novidade.

É chegado o final do ano e, como esperado, a leva de filmes natalinos começam a aparecer nos cinemas para entreter famílias inteiras. Pai em Dose Dupla 2 reuniu um elenco de peso para fazer isso. Mas o resultado, convenhamos, podia ser bem melhor.

Uma família nada tradicional com três crianças, pais diferentes, esposas, namoradas, enteadas e etc. Tem muita gente. Após algumas conversas esta imensa família decide alugar uma casa para passar o Natal e, como esperado, as confusões começam a aparecer para causar a comédia.

E a gente ri mesmo. Não relaxadamente, mas ri. O problema em Pai em Dose em Dupla começa a aparecer na falta de criatividade no roteiro.

Roteiro

Absolutamente nada na história é novo. Certo, momentos específicos do roteiro não são copiados de nenhum outro filme, mas são retratados exatamente de acordo com o que já vimos em comédias através dos anos.

Tem um ar de cansaço nas cenas, como se até mesmo todos os atores soubessem o quão forçado aquilo está parecendo.

A única coisa que realmente salva o filme é o núcleo infantil que, apesar de vir com histórias clichês, atua bem e cumpre o papel ali. As crianças são carismáticas e nos fazem lembrar nossas vergonhas da infância.

Elenco

Infelizmente Pai em Dose Dupla 2 conseguiu transformar um elencão em meros atores. Mel Gibson e John Lithgow, dois grandes atores premiados fazendo papel de avós disputando a atenção dos netos... Aquilo não ficou legal. Podia ter ficado se tratado com mais emoção mesmo sendo um filme de comédia.

Alessandra Ambrósio podia ter sido o orgulho brasileiro nesse meio, mas não foi. Passou o filme inteiro sendo desnecessária. Fica pra próxima.

Finalização

Mas para não acabar este review dizendo pra vocês fugirem do cinema quando só tiver Pai em Dose Dupla 2 em cartaz, eu afirmo que: sim, vocês vão dar gargalhadas. Sim, vocês vão se divertir. E sim, é um filme para família. Mas não é excelente. Não é nem mesmo um filme preferível em comparação a qualquer outro.

Na dúvida, vamos para o clássico Esqueceram de Mim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *