Reviews

Review | It: A coisa

it: a coisa
Sai de ré, palhaço do cão!

Ontem foi dia de assistir It: A coisa. E o que posso dizer bem a princípio é que eu, menina crescida, sem medo de filmes de terror, não ficarei mais sozinha no escuro pelas próximas noites. Vou esperar o trauma passar. Se passar...

Vamos saber da história...

É 1989 e, após 27 anos de calmaria, a pequena cidade de Derry começa a perceber que crianças estão sumindo e pessoas começam a ver coisas estranhas. Com um clima de nostalgia aquecedor de corações, o filme mostra um grupo e quatro amigos no início da adolescência começando a investigar todas as coisas estranhas (Stranger Things, haha) que acontecem. Através de piadas infantis, referências fashions e musicais, somos levados através das ruas e esgotos, minados na curiosidade junto com os garotos.

No decorrer do filme algumas peças fundamentais vão se juntando ao jogo. Outros personagens são inseridos no grupo dos Otários, como eles mesmos se chamam. Com a chegada de Beverly ao time, os fãs de Stranger Things ficarão mais à vontade já que a trama seguirá de maneira bem parecida.

Mas nem de longe fica cansativo.

Stranger Things faz referências claras aos filmes dos anos 80, mas Andrés Muschietti, diretor de It, soube retratar as cenas com inovação e imparcialidade.

It: A coisa veio para balançar sua a bravura. Qual é o problema com Stephen King?

Quem já conhece outras histórias do autor Stephen King sabe que ele gosta de pregar alguma peças e deixar seu leitor com medo do escuro. Após assistir 'Torre Negra' alguns dias atrás minha expectativa não estava tão grande para It: A coisa, mas fui surpreendida.

Tem terror do início ao fim. A começar pela trilha sonora inicial com a clássica música solfejada com voz infantil e clima sombrio. Continuamos por cenas escuras (mas não como vemos em filmes de terror ruim) São cenas escuras no momento certo, e quando a luz acende é pra mostrar na sua cara à la Anitta algum personagem medonho e distorcido. Clareia pra lhe mostrar Pennywise. O que você consegue ver é que o garoto indefeso está no meio do nada com os olhos brilhantes daquele palhaço do Sanatás olhando a sua direção. Como um palhaço pode ter tantos dentes?!

Fantasmas sobrenaturais vs Fantasmas bem dia-a-dia

Além de te deixar morto de medo do sobrenatural o filme te leva a pensar nos dramas que crianças/adolescentes carregam no dia-a-dia. Bullying, abuso moral e sexual são tratados em It: A coisa com maestria. Que elenco grandioso! Uma boa surpresa foi reencontrar Finn Wolfhard, o Mike de Stranger Things. Esse menino é sensacional. Me dá um pouco de medo que ele fique marcado apenas para esse tipo de personagem. Seria um desperdício não deixá-lo fazer outros projetos apenas porque ele se consagrou como o garoto vintage dos anos 80.

Sem mais delongas, It: A coisa é o melhor filme de terror do ano. Se eu fosse você não perderia a oportunidade de assistir porque, sinceramente... Ninguém sabe quando vai se fazer outro bom filme de terror de novo.

Quer saber mais antes de assistir? Clique nos links abaixo:

IT: A COISA | STEPHEN KING ADOROU O FILME!

IT: A COISA | PENNYWISE VAI ARREPIAR OS PELOS DA SUA NUCA EM NOVO TRAILER!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *